A Secretaria da Fazenda, também conhecida pela sigla SEFAZ, é o órgão público — estadual ou municipal — responsável pela arrecadação de tributos de empresas que vendem produtos e serviços. É o mesmo órgão que autoriza a emissão de notas fiscais e está atrelado ao monitoramento desses documentos.

Um dos grandes problemas de quem faz consulta manual de NFes também está na disponibilidade da SEFAZ, já que a mesma precisa estar estável para ser realizada.

Neste artigo, você vai entender o que significa fazer o monitoramento de disponibilidade da SEFAZ, qual a importância da prática e como fazê-lo. Acompanhe e entenda!

O que significa fazer o monitoramento e consulta de disponibilidade da SEFAZ?

Os serviços oferecidos pela Secretaria da Fazenda – WebServices – podem ficar indisponíveis temporariamente, sem aviso prévio. Isso implica no andamento das transações que dependem do órgão, como emissão e consulta de documentos fiscais.

A Nota Fiscal Eletrônica é um documento fiscal emitido pelas empresas e que só é gerado após o envio de uma autorização pela Secretaria da Fazenda do seu estado.

Toda empresa por meio da internet conecta-se aos servidores da SEFAZ do seu estado e solicita a autorização para a emissão oficial da NF-e. Mas, quando os WebServices da SEFAZ estão indisponíveis, o envio da autorização fica inviabilizado.

O mesmo acontece com os outros serviços oferecidos, como a indisponibilidade de consulta de Notas, impedindo que possa ser feita no momento em questão.

Portanto, fazer o monitoramento SEFAZ é consultar a disponibilidade de status do site.

Como verificar os status dos WebServices da SEFAZ?

Como você pode ver, os serviços oferecidos pela Secretaria da Fazenda podem ficar indisponíveis. Geralmente, a situação não tem um tempo específico para ser resolvida, por isso, é importante verificar qual é o status da disponibilidade no momento da sua consulta.

O processo de monitoramento é simples. Confira a seguir!

1. ​Acesse o portal da NF-e

Para fazer a consulta, acesse o portal nacional da Secretaria da Fazenda e clique na opção "Consultar Disponibilidade", disponível na caixa de serviços mais acessados.

Ao acessar o link, você será direcionado para um painel denominado "Visão Geral de Disponibilidade dos Serviços".

2. Visualize a tabela de disponibilidade

Na página com a visão geral da disponibilidade dos serviços, você terá acesso à tabela relativa ao WebServices Versão 4.0:

disponibilidade sefaz para webservices versão 4.0

Entenda as legendas da tabela

Depois de identificar qual tabela se aplica ao seu caso, basta verificar o seu estado autorizador e o status do serviço que você precisa usar. Para isso, é necessário entender a tabela:

Siglas utilizadas

*SVAN - Sefaz Virtual Ambiente Nacional
*SVRS - Sefaz Virtual Rio Grande do Sul
*SVC - Sefaz Virtual de Contingência (SVC-AN ou SVC-RS)

UF que utilizando a SVAN: MA.

UF que utilizam a SVRS:

  • Para serviço de Consulta Cadastro: AC, ES, RN, PB, SC.
  • Para demais serviços relacionados com o sistema da NF-e: AC, AL, AP, DF, ES, PA, PB, PI, RJ, RO, RR, SC, SE, TO.

Autorizadores em contingência:

  • UF que utilizam a SVC-AN: AC, AL, AP, DF, ES, MG, PA, PB, PI, RJ, RN, RO, RR, RS, SC, SE, SP, TO.
  • UF que utilizam a SVC-RS: AM, BA, CE, GO, MA, MS, MT, PE, PR.

Informações das siglas sujeitas a mudança, confira também na fonte oficial.

Leia também: tipos de nota fiscal em contingência

Disponibilidade

Entenda melhor o significado de cada sinalizador:

  • sinalizador verde: indica que a consulta retornou uma resposta positiva;
  • sinalizador amarelo: indica que a primeira resposta foi negativa, ou seja, que o sistema está com falta de serviço ou falha de conexão. Ele ocorre após o verde e pode permanecer por até 10 minutos. Havendo uma resposta positiva durante o decurso desse prazo, ele retorna para o status verde, porém, havendo apenas respostas negativas, ao final dos 10 minutos, ele evolui para o status vermelho;
  • sinalizador vermelho: é usado quando há muitas respostas negativas para uma determinada consulta, seja por falta de serviço ou falha de conexão. Ele só aparece após o sinalizador amarelo surgir. Além disso, se houver uma resposta positiva, o status verde é retomado.

Acesse o link direto para a Tabela de Disponibilidade da Sefaz.

Como consultar NFe automaticamente?

Como fazer um controle eficiente de Notas Fiscais? Essa é uma dúvida muito comum de grande parte dos empresários, principalmente em razão da necessidade de ter um controle eficaz dos documentos emitidos contra seus negócios.

Depender da SEFAZ para fazer uma consulta manual de notas fiscais não é um bom caminho, pois quando o site fica indisponível, afeta de forma direta os processos de entrada seguintes, como lançamento fiscal e escrituração.

Por isso, usar um software específico de consulta de Notas Fiscais, como da ConexãoNF-e, é a melhor escolha. Ele captura automaticamente NFe e CTe da SEFAZ e faz o armazenamento do XML.

No processo manual, quando um documento não está disponível para a consulta, é necessário retornar ao site depois e refazer tudo quando o serviço estiver disponível, sendo que não há previsibilidade da retomada.

A consulta automática de NFe também evita problemas como a quebra de NSU, que acontece quando um certificado digital fica muito tempo sem capturar os documentos emitidos contra o CNPJ.

Além disso, essa comunicação direta atualiza o Status do documento na SEFAZ, como quando é cancelado. E isso pode facilitar muito a rotina fiscal da sua empresa, pois a informação é disponibilizada sem dependência do fornecedor.

Passo a passo da consulta de NFe

Sabendo da importância de contar com um software para automatizar a consulta de NFe na SEFAZ, veja o passo a passo sobre como utilizar ConexãoNF-e:

  1. entre no site da ConexãoNF-e e inicie um teste grátis;
  2. conecte seu Certificado Digital A1 ou A3;
  3. o sistema irá começar a captura dos XMLs de documentos fiscais automaticamente, direto da SEFAZ e prefeituras.

Outro benefício é o armazenamento de NFe de entrada, saída, CTe (Conhecimento de Transporte), NFCe (Nota Fiscal do Consumidor) e Consulta de NFSe das prefeituras.

A prática evita que ocorra o extravio de arquivos XML que, de acordo com a legislação fiscal, devem ser armazenados pelo período de cinco anos e estão sujeitos à fiscalização dos órgãos competentes.

A captura de Notas Fiscais também possibilita a realização de manifestações sobre esses documentos, por exemplo, quando uma nota fiscal não está correta.

O sistema de controle da ConexãoNF-e ainda conta com integração ao ERP da empresa, oferencendo funções ainda mais completas, como a importação de XML automática e que não depende de digitação no seu lançamento, além de vinculação com o pedido de compra de forma inteligente, melhorando o controle e agilizando todos os processos.

No vídeo abaixo você pode ver um comparativo entre a consulta na SEFAZ e a consulta com ConexãoNF-e. Assista:

Você gostou deste artigo sobre monitoramento SEFAZ e quer melhorar o controle e a gestão sobre os documentos fiscais da sua empresa? Então, entre em contato com a ConexãoNF-e e descubra como podemos automatizar os processos fiscais no seu negócio.

Você também pode gostar

Receba conteúdos sobre gestão fiscal por e-mail! Se inscreva na nossa newsletter e fique por dentro das novidades do Blog ConexãoNF-e
Receba, armazene, e gerencie documentos fiscais eletrônicos com agilidade e segurança
Imagem ilustrativa do sistema da ConexãoNF-e