O ponto central para trabalhar de forma mais inteligente é gerenciar o trabalho dos colaboradores pelos frutos e efeitos do que eles fazem. Essa é a ideia da gestão por resultados.

Ao implementar essa técnica de gerenciamento centrada em objetivos e resultados, as lideranças podem construir um ambiente de trabalho sustentável e nutritivo que beneficie o desenvolvimento, as metas e o crescimento de longo prazo da empresa.

Este post lhe dará as ferramentas práticas para implementar a teoria de gestão com foco em resultados em uma empresa.

O que é gestão por resultados?

A gestão por resultados é uma abordagem que tem como foco alcançar com sucesso os objetivos e metas da organização, e se difere de outros modelos de gestão por não se basear em processos.

Este modelo foi criado por Peter Drucker, e apresentado em 1954 no livro The Practice of Management. O autor defende a participação entre líder e liderados para definir os objetivos e metas, garantindo assim os resultados esperados.

Peter Drucker é considerado o pensador de gestão mais influente de todos os tempos. Autor de mais de vinte e cinco livros, é o pai da gestão empresarial moderna. Sua ideologia inovadora revolucionou a teoria dos negócios e a transformou em uma disciplina usada por líderes empresariais progressistas em todo o mundo.

Funções da gestão por resultado

A gestão com foco em resultados prega que um líder de sucesso precisa entender assuntos como psicologia, ciência e religião e ser guiado por princípios éticos e morais.

Essa prática encoraja a administração criativa em vez da burocrática. E, ao invés de definir horários rígidos e desencorajar a inovação, deve-se optar por uma abordagem mais flexível e colaborativa.

Juntos, esses conceitos empoderam o colaborador, facilitando que os objetivos de negócio da empresa sejam alcançados.

O livro The Practice of Management também identificou as 7 funções do gerente do amanhã, que deve:

  1. Gerenciar por objetivos;
  2. Assumir riscos e permitir que decisões de tomada de risco ocorram em níveis mais baixos da organização;
  3. Tomar decisões estratégicas;
  4. Construir uma equipe integrada com membros capazes de gerenciar e medir seu próprio desempenho e resultados em relação aos objetivos gerais;
  5. Comunicar informações de forma rápida e clara e motivar os colaboradores a obter comprometimento e participação;
  6. Ver o negócio como um todo e integrar sua função nele;
  7. Relacionar o produto e a indústria com o ambiente total, saber o que é importante e o que deve ser levado em consideração.

Essa última perspectiva deve abranger os desenvolvimentos fora do mercado ou país específico da empresa. As lideranças devem começar a ver os desenvolvimentos econômicos, políticos e sociais em escala mundial.

Líder explicando os objetivos e metas para a equipe com base na gestão por resultados

Quais são os pilares para a gestão por resultados?

A implantação da gestão com foco em resultados só se torna possível quando três pilares são colocados em prática: (transparência, objetividade e engajamento).

Transparência

A empresa precisa ser um "livro aberto", com as informações tendo total liberdade para circularem.

Os canais a serem usados podem ser variados (quadros informativos, e-mail, reuniões, aplicativos de mensagens, etc.), o mais importante é que dados importantes não fiquem presos em silos.

Segundo a teoria da gestão por resultados, os objetivos devem ser informados aos colaboradores de todos os níveis.

Objetividade

As metas e objetivos a serem propostos e cumpridos precisam ser tanto definidos como repassados com o máximo possível de objetividade e clareza. Isso permite que os funcionários entendam suas funções e responsabilidades, cumprindo-as sem nenhum tipo de restrição.

Engajamento

A implantação da gestão por resultado só dará certo se os colaboradores comprarem a ideia!

O engajamento é tão primordial quanto difícil de ser construído. Como se trata de uma nova cultura a ser adotada, quebrar barreiras e o status quo se faz necessário e, para isso, nada melhor que colocar em prática com primazia o pilar da transparência em conjunto com cursos e outros tipos de capacitação.

Assine a Newsletter da ConexãoNF-e e fique por dentro de conteúdos fiscais, contábeis e de gestão.

Conheça as 5 etapas para implementar a gestão por resultados

A gestão com foco em resultados descreve cinco etapas que as organizações devem seguir para colocar essa técnica de gerenciamento em prática:

  1. Revisão dos objetivos do negócio;
  2. Definição dos objetivos para os colaboradores;
  3. Monitoramento dos processos;
  4. Avaliação de desempenho; e
  5. Recompensa pelos resultados alcançados.

Conheça cada uma das etapas a seguir!

1. Revisão dos objetivos do negócio

É o primeiro passo para iniciar a gestão com foco em resultados, determinando e/ou revisando os objetivos organizacionais para toda a empresa. Essa ampla visão geral deve ser derivada da missão e visão da organização. Gerentes e membros da equipe revisam e definem metas organizacionais juntos.

2. Definição dos objetivos para os colaboradores

Os membros da equipe transformam as metas organizacionais em objetivos individuais, que podem ser tanto qualitativos quanto quantitativos. Em 1981, George T. Doran criou o método SMART (específico, mensurável, alcançável, relevante e limitado pelo tempo) para definir quais atributos um objetivo deve ter.

3. Monitoramento dos processos

Os progressos precisam ser monitorados regularmente em direção a metas individuais e compartilhadas. A detecção de problemas deve ser feita com antecedência para que problemas possam ser evitados ou facilmente resolvidos.

4. Avaliação de desempenho

Um componente-chave dos objetivos era que os progressos fossem marcos mensuráveis. Tanto as lideranças quanto os próprios colaboradores podem acompanhar o progresso, determinando o quão bem os objetivos foram alcançados.

5. Recompensa pelos resultados alcançados

Inclui a avaliação e recompensa do progresso dos colaboradores. A etapa contempla um feedback honesto sobre o que foi alcançado e o que não foi alcançado para cada funcionário.

Equipe comemorando o atingimento das metas trimestrais

4 práticas da gestão de resultados

Mais do que benefícios, as lideranças de empresas de todos os tamanhos e áreas podem ter diversas lições importantes da teoria da gestão com foco em resultados. Confira, abaixo, algumas delas na prática:

Delegar o poder de forma igualitária

Embora possa ser tentador para um líder assumir todas as tarefas “importantes”, saber delegar responsabilidades tanto pode capacitar a equipe como despertar o senso de responsabilidade de cada membro do time.

Para alcançar os melhores resultados, os colaboradores precisam se sentir valorizados e saber que suas opiniões são importantes.

Quando os trabalhadores são tratados como iguais, eles ficam mais confiantes e motivados em seu trabalho, o que beneficia a empresa tanto quanto a eles mesmos.

O compromisso do líder é falar com cada colaborador como se a função deles fosse tão necessária quanto a do líder (porque é), lembrando-os de que têm um papel importante dentro da organização.

Dica: os membros da equipe precisam ter um um meio para compartilhar suas ideias, seja durante reuniões de equipe ou individualmente.

Incentivar a colaboração

Em vez de colocar os funcionários uns contra os outros ou promover um ambiente em que eles se isolem, o papel do líder é incentivá-los a trabalhar juntos, compartilhando ideias, dicas e orientações.

Isso não significa que os colaboradores não devam trabalhar individualmente, mas eles não devem sentir que não podem pedir ajuda ou inspiração a outras pessoas.

A equipe deve se sentir como o que ela realmente é: um time! E o líder será o treinador, o maestro dessa orquestra.

Aumentar a eficiência

Para garantir que a liderança continue priorizando a produtividade e acabe aumentando a eficiência, utilize o conceito de gestão por objetivos.

Essa abordagem de gerenciamento exige um equilíbrio entre os objetivos dos colaboradores e os da empresa. Para que ele seja bem-sucedido, certifique-se de que:

  • As reuniões resultem em objetivos definidos;
  • O progresso das metas definidas sejam monitorados;
  • Os membros da equipe recebam feedbacks sobre seu desempenho.

Vale a pena conversar com a equipe para garantir que todos estejam na mesma página e entendam sua parte nos objetivos gerais da organização. Melhor ainda, os colaboradores podem participar da definição das metas.

Dica: para aumentar a eficiência, as lideranças precisam se certificar de que as metas definidas sigam a estrutura SMART.

Alvo com tags indicando os atributos de um objetivo SMART: Specific, Measurable, Achievable, Realistic, Timely.

Impulsionar a inovação

A inovação é essencial para o sucesso de um negócio. Os líderes que seguem a estrutura da gestão por resultados desejam que os colaboradores tenham confiança e estejam dispostos a assumir riscos.

Para alcançar esse objetivo, é preciso criar um ambiente inovador e liderar pelo exemplo, mostrando a eles que erros não são deficiências.

Se o time perceber que o líder é humano e que o esforço nem sempre leva ao sucesso, os colaboradores se sentirão mais confortáveis em arriscar. Durante esse processo a transparência é fundamental, apoiando novas ideias e nunca punindo a criatividade.

Benefícios e desvantagens da gestão de resultados

Como em qualquer outra teoria administrativa, a gestão com foco em resultados também apresenta diversas vantagens e desvantagens:

Benefícios

  • Os colaboradores se orgulham de seu trabalho e recebem metas que sabem que podem alcançar e que correspondem aos seus pontos fortes, habilidades e experiências educacionais;
  • Atribuir metas sob medida traz um senso de importância para os colaboradores, aumentando sua produção e lealdade à empresa;
  • A comunicação entre a gerência e os funcionários é fomentada e melhorada, abrindo um canal de duas vias onde se fala, mas também se ouve;
  • A liderança pode criar metas que levem ao sucesso da empresa.

Desvantagens

  • Como a gestão de resultados é focada em objetivos e metas, muitas vezes ignora outras partes de uma empresa, como a cultura de conduta, um ethos de trabalho saudável e áreas de envolvimento e contribuição;
  • Os colaboradores podem se sentir pressionados para atingir as metas em um período de tempo especificado;
  • Os funcionários são incentivados a cumprir as metas por todos os meios necessários, o que significa que atalhos podem ser tomados e a qualidade do trabalho comprometida;
  • Se a administração depende exclusivamente da gestão com foco em resultados, pode ser problemático para áreas que não se enquadram nesse modelo.
Gestor avaliando os resultados alcançados após aplicação da gestão por resultados

Conclusão

A abordagem da gestão de resultados tem sido usada por empresas em todo o mundo nos últimos 70 anos e por um bom motivo.

Ao aplicar os seus princípios de gerenciamento orientado por objetivos e tratamento justo dos colaboradores, é possível que um líder melhore o desempenho da equipe, promova a lealdade, capacite a inovação e, por fim, garanta o sucesso da empresa.

Como teoria, a gestão com foco nos resultados faz muito sentido: ajude os colaboradores a se envolverem na definição das metas da empresa e eles terão maior probabilidade de compartilhar os objetivos da administração, trabalhar mais e entregar.

Quer continuar a inovar a gestão? Então confira 4 dicas para analisar a saúde financeira de uma empresa.

Você também pode gostar

Receba conteúdos sobre gestão fiscal por e-mail! Se inscreva na nossa newsletter e fique por dentro das novidades do Blog ConexãoNF-e
Receba, armazene, e gerencie documentos fiscais eletrônicos com agilidade e segurança
Imagem ilustrativa do sistema da ConexãoNF-e