Nós temos um novo cenário para o mercado tributário no Brasil, e claro, isso foi antecipado devido a Pandemia de 2020 que ainda não acabou.

Tax Planner é um super calendário fiscal da ConexãoNF-e. Clique para saber mais e adquirir o seu.

Então diante das condições de trabalho remoto e novas formas de relacionamento, isso evidenciou questões como as skills requeridas para os profissionais de gestão tributária.

Vamos conhecer o contexto primeiro.

Sobre a Área Tributária

Comércio e Indústria têm, tipicamente, uma maior necessidade por profissionais de impostos, por conta dos complexos compromissos tributários que possuem, principalmente se atuam em mais de um Estado ou realizam importações e exportações. Isso porque o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) demandam grande volume de obrigações acessórias e apuração mensal.

Sobre o papel do Gestor Tributário

O gestor tributário atua na área de controle e gestão dos tributos de uma empresa de forma a diminuir os riscos fiscais para seus investimentos e, para isso, ele deve ser um perfil profissional multifacetado, com conhecimentos em governança tributária, finanças corporativas, contabilidade e gestão de riscos e processos.

O grande objetivo deste profissional além de contribuir para que a empresa esteja em conformidade com as leis, reduzindo custos e tributos, é de gerir pessoas. Assim, outro grande objetivo é liderar sua equipe fiscal/contábil a fim de ter uma estrutura eficiente e robusta para apoiá-lo nos desafios cotidianos, e inclusive formar um sucessor.

Geralmente vai se reportar ao Financeiro/CFO, ao Presidente da empresa/CEO e ao Controller. Depende muito do setor em que a empresa atua.

Formação

Geralmente possui alta qualificação, com pós ou mestrado. Mas a área de formação é variada: Administração, Economia, Ciências Contábeis ou Engenharia Civil.

Apesar disso, será exigido desse profissional conhecimentos ou habilidades em tecnologia da informação, gestão de riscos e processos, jurídicos e financeiros.

É desejável possuir no mínimo um idioma (inglês ou espanhol). Para grupos multinacionais, é mandatório, e o idioma pode variar conforme a atuação de mercado dessa empresa. Fato é que se trata de um diferencial importante.

Mesmo que não tenha o idioma, ou que a empresa não exija prontamente é necessário ter interesse em aprender.

1. Formação correspondente:

Formação correspondente de profissionais de gestão contábil

Fonte: “Termômetro tributário – O perfil e as aspirações do profissional de impostos no Brasil”– Deloitte.


Perfil do Gestor Tributário

Estudos mostram que a atuação do gestor tributário está em mais de uma área:  Administração/Financeiro, seguido de Controladoria/Controles Internos como mostra o gráfico abaixo.

2. Área de atuação do gestor tributário:

Perfil de atuação do gestor tributário

Fonte: “Termômetro tributário – O perfil e as aspirações do profissional de impostos no Brasil”– Deloitte.


Diferenciais de Perfil

  • Estar apto a representar a empresa em reuniões/comitês de discussão em grupos tributários de diversas esferas.
  • Estar apto para participar de negociações que envolvam estudos de novos negócios.

“Soft Skills – onde as máquinas não podem competir”

Envolvem aptidões mentais, emocionais e sociais. As principais soft skills no mercado de trabalho: Criatividade, Comunicação, Colaboração, Adaptabilidade, Gestão do Tempo, Relacionamento interpessoal e Equilíbrio Emocional e capacidade de trabalhar sob pressão.

Os aspectos de comunicação, relacionamento e gestão de equipe se destacam entre os que podem mais fragilizar a estabilidade profissional do gestor tributário.

Responsabilidades do Gestor Tributário

  • Monitorar e expor para outros gestores as principais informações contidas nas declarações de impostos, inclusive ressaltar algum possível efeito que esta possa gerar para a empresa;
  • Garantir que todos os métodos usados para conformidade fiscal/tributária estão dentro dos programas de Compliance e de Governança da empresa;
  • Identificar novas oportunidades de planejamento tributário;
  • Supervisionar todas as questões relacionadas à apuração de tributos, incluindo a condução de um programa eficaz de gerenciamento de tributos que envolva todos os segmentos da corporação e forneça regras e procedimentos padronizados para atender às leis, normas e regulamentos pertinentes (Compliance);
  • Coordenar a integração entre as dimensões de controle de custos, controle de estoques, controle de ativos e controle contábil, na qual estão inseridos os tributos;
  • Monitorar/Pleitear os diversos incentivos fiscais existentes que permitem a redução de tributos federais ou estaduais;
  • Monitorar/Pleitear as áreas incentivadas pelos governos municipais, estaduais ou federal, para instalação de novas indústrias;
  • Monitorar todas as situações em que é possível o crédito tributário, principalmente em relação aos chamados impostos não cumulativos (ICMS e IPI);
  • Monitorar todas as situações em que é possível o diferimento (postergação) dos recolhimentos dos impostos, permitindo um melhor gerenciamento do fluxo de caixa;
  • Monitorar todas as despesas e provisões aceitas pelo fisco como dedutíveis da receita.
  • Condução de Atendimento a Fiscalizações e Auditorias Internas e Externas;
  • Formar um sucessor.

Aqui há um ponto muito interessante com relação à sucessão fiscal. E ela está relacionada com as aposentadorias da geração de Baby Boomers (Geração 1945 – 1964) e com a retenção de talentos pelas empresas.

Eu escrevi esse artigo falando sobre isso que você pode acessar aqui!

Abaixo 3 exemplos de perfis encontrados no LinkedIN, (os nomes foram ocultados):

Perfil 1:

  • Construiu uma equipe forte e de alto desempenho de 12 pessoas a partir do zero.
  • Implementei e estruturei o primeiro departamento tributário da filial brasileira.
  • Gerenciamento de impostos diretos e indiretos (planejamento tributário, consultoria e conformidade).
  • Economia de impostos gerada de US $ 2 MM por meio de método de recuperação extemporâneo.
  • Gerenciamento de litígios administrativos e judiciais.
  • Modelos e cálculos de preços de transferência gerenciados.
  • Gerenciamento e pacote fiscal consolidado dos EUA para Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, México, Peru, Uruguai e Venezuela.
  • Atuou como elo de assuntos tributários e relatórios estatutários da sede.

Perfil 2:

Profissional com 11 anos de experiência em contabilidade tributária, planejamento tributário e finanças, atendendo empresas locais e internacionais. Capaz de lidar com vários aspectos do sistema tributário brasileiro e internacional.

Experiência em revisão tributária (compliance), avaliação de controles internos, revisão de obrigações acessórias, preços de transferência, planejamento tributário de Impostos Indiretos (ICMS, IPI, II, PIS, COFINS) e Imposto direto (IRPJ, CSLL). Atuação na redução de saldos de crédito para impostos indiretos e imposto de renda.

Sólida formação acadêmica e habilidades analíticas, trabalhadora, motivada, ativa e envolvida. Capaz de atuar simultaneamente em projetos multidisciplinares com diferentes níveis de complexidade, levando equipes a ótimos resultados!

  • Formação Acadêmica:

* MBA FGV - Gestão Financeira, Controladoria e Auditoria em 2017.

* Contador - formado em 2014 pela UNIFAE - Curitiba.

* Advogado - formado em 2008 pela UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina.

  • Experiências internacionais

* Espanha (Valência) - Estudo Internacional de setembro / 2007 a março / 2008.

* EUA (Keystone-Colorado) - Experiência de trabalho - De dezembro / 2004 a março / 2005.

* Austrália (Wagga Wagga) - Estudo do Rotary International - de janeiro / 2001 a dezembro / 2001.

* Escola de preços de transferência 2019 - por EY.

  • Habilidades de linguagem:

* Português - nativo

* Inglês - fluente

* Espanhol - com determinado domínio.

Perfil 3:

Planejamento Tributário em Geral, Apurações e cálculos para recuperação de Impostos ICMS ST e ICMS próprio,, CAT 17/99, CAT 158 e CAT 42/18 (SP), Transfer Pricing, Supervisão e Controle de Custos, de venda e Custo de Importação Planejamento Tributário de Impostos Diretos e Indiretos, Lucro Real Lucro Presumido, Controle Fiscal de Alíquotas de Impostos na Venda e na Importação, Controle de Créditos e Débitos de Impostos na Venda e na Importação, Controle de Escrituração de Livros Fiscais, Acompanhamento na Implantação de ERP SAP B1 e R3(J1BTAX, SD, FI, MM) no Depto Fiscal, Contábil e Financeiro, Responsável pelo encerramento do balancete por estimativa lucro real e informações da Demonstrações contábeis do Balanço anual, Reports internacionais, Fechamento de Câmbio, Intercompany, SPED, DCTF, DIRF, PERDCOMP, FCONT , ECF, ECD, E-SOCIAL, atendimento a fiscalização Estadual, Federal e Municipal, Viagem Internacional para a filial da Argentina e várias UF´s à trabalho.

Specialties: Custos, contabilidade, atendimento a auditoria externa, controle de auditoria interna, controle fiscal e estoque.


Gostou deste artigo? Ele foi produzido pela Consultora Fiscal e parceira da ConexãoNF-e, a Saska Lins! Agora que você já conhece as skills que um profissional de Gestão Tributária deve possuir, aproveite para conferir outros artigos da autora:

Você também pode gostar

Receba conteúdos sobre
gestão fiscal por e-mail!

Receba, armazene, e gerencie documentos fiscais eletrônicos com agilidade e segurança

Imagem ilustrativa do sistema da ConexãoNF-e