Seria realmente possível intelectualizar uma máquina? Esse é o tema que move a pesquisa de milhares de pessoas focadas em aprimorar o desenvolvimento da inteligência artificial (IA).

Já foi a época em que essa expressão era restrita ao universo cinematográfico. Cientes da importância da IA para a constante evolução do mundo moderno, nós, seres humanos, tratamos de aproveitar melhor esse poderio computacional. Afinal, a grande vantagem da IA consiste em aproveitar a elevada rapidez do processamento de dados efetuado por uma máquina.

Um bom exemplo recente de exploração da inteligência artificial são as sugestões de outros filmes e séries realizadas pela Netflix. O processo é feito com base no perfil de uso da plataforma. Mas você sabia que a inteligência artificial também pode se tornar uma aliada da gestão fiscal?

A seguir, nós demonstraremos como a inteligência artificial vai muito além dos sistemas de entretenimento. Continue a leitura para conhecer os fundamentos da inteligência artificial e como ela vem se desenvolvendo na área de gestão fiscal. Venha com a gente e descubra como o avanço dessa tecnologia pode otimizar a rotina contábil do seu negócio!

Os fundamentos da inteligência artificial

Não faz muito tempo, a consultoria Gartner publicou um estudo sobre o uso da IA pelas empresas. Um dos resultados foi que, até o ano de 2020, a maioria dos programas computacionais usará a inteligência artificial como principal alicerce. Dentre esses softwares, a maior parte é dedicada à criação de estratégias de desenvolvimento de produtos. Como essa revolução é possível e qual a razão de tanto interesse?

O grande objetivo da inteligência artificial é conceder autonomia para as máquinas realizarem as mais diversas tarefas. Nesse ponto, convém destacar um conceito denominado machine learning. Trata-se do desenvolvimento de processamentos padronizados que originam sistemas, que por sua vez executam processos sem interferência humana.

Com o machine learning, nós podemos delegar diversas rotinas às máquinas, que concretizarão diversos processos com uma absurda velocidade e eficácia. Dotada de uma IA bem detalhada, as máquinas podem ser capazes de prever e apresentar soluções imediatas para os mais variados problemas.

Também é importante notar o rápido progresso da IA. Todo esse poder de processamento e automatização já alcançou a nossa era, dominada pelos aplicativos. O presente demonstra que o futuro será baseado na ampla expansão de sistemas baseados na IA.

Você se lembra do exemplo da Netflix? As sugestões poderiam ser feitas por funcionários, contratados para esse fim. Mas você já imaginou quanto levaria para concluir o mesmo processo, executado em questão de segundos por meio da IA? Conclusão: a IA proporciona ganho de tempo e oferece resultados iguais ou ainda superiores aos que seriam apresentados por um ser humano. Agora, imagine os possíveis benefícios obtidos na área fiscal.

Benefícios da inteligência artificial para a gestão fiscal

Na sequência, você confere como a gestão fiscal da sua empresa pode se beneficiar da adoção da inteligência artificial. Acompanhe!

Economia em dobro e redução drástica do índice de falha humana

No setor fiscal, o auxílio da inteligência artificial não poderia vir em melhor hora. A primeira vantagem reside na economia com relação ao número de funcionários, os quais seriam alocados para executar as mesmas tarefas concretizadas com maestria pelo programa em questão.

Por sinal, perceba que essa economia pode ocorrer em dobro — o que seria a segunda vantagem. Basta lembrar que um dos grandes problemas das empresas com o Fisco se refere justamente às falhas tributárias. O recolhimento incorreto pode acarretar multas pesadas e que, em médio ou longo prazo, leva muitas organizações à bancarrota. Com um sistema automatizado, e plenamente apto, o índice de falha humana vai a praticamente zero.

Cruzamento eficiente de dados e informações

Outro exemplo de utilização reside no poder de cruzamento das informações atreladas aos impostos que compõem a carga tributária de cada empresa. Além de ser fundamental na padronização de compra e venda de insumos, um software com uma IA bem desenvolvida pode se mostrar capaz de acompanhar até as constantes mudanças da legislação tributária.

Melhor aproveitamento do corpo de colaboradores

O ideal é que tanto os gestores como os demais colaboradores da empresa voltem suas atenções para o core business. A ausência de sistemas que facilitem essa melhor canalização de energia atrofia significativamente a capacidade de crescimento de qualquer negócio.

Vale lembrar que a geração atual é composta por jovens ansiosos e que fogem de atividades enfadonhas. Se sua empresa é incapaz de proporcionar os desafios esperados, ela perderá muitos talentos para as concorrentes. Com a adoção da inteligência artificial, será possível explorar as melhores habilidades de cada colaborador.

Certamente, os funcionários podem contribuir diretamente para a alavancagem da empresa, em vez de se limitarem a tarefas repetitivas. A inteligência artificial permite o aperfeiçoamento do potencial dos funcionários, que também passam a se sentir mais valorizados. Uma vez que os funcionários estejam bem motivados, eles serão bem mais produtivos.

Maior segurança para o empreendedor

Com toda essa inovação eficaz, a administração da organização se torna mais fluida. O empreendedor deixa de se preocupar com certos problemas, pois eles deixam de existir. As informações são trabalhadas com um nível muito maior de segurança e sob o mais rigoroso controle sistêmico.

Na prática, isso significa que o dono do negócio não perderá mais noites de sono, preocupado com o risco de prejuízos gerados por erros. Além disso, ele se sentirá mais seguro na hora de realizar novos investimentos. Em um cenário anterior, havia o receio de investir devido ao medo de sofrer um rombo nos caixas da empresa, por conta de uma multa inesperada. Pelo menos na área fiscal, com a inteligência artificial esse tipo de imprevisto passa a ser bem mais previsível.

Todas essas ações são substanciais para a sobrevivência e crescimento de qualquer empreendimento. Mais do que nunca, não há espaço para negligência com relação ao Fisco. Sem dúvida, a capacidade de gerenciar a área fiscal de forma eficaz passa pela adoção da elisão fiscal e de um bom planejamento tributário. Mas ela também depende da integração contínua entre homem e máquina. Como de costume, você, como bom gestor, sempre deve vislumbrar o horizonte.

Como a sua empresa será vista daqui a 5 ou 10 anos? As melhores perspectivas se amparam no progresso tecnológico e na valorização do capital humano. E quando se fala em tecnologia nos dias atuais, a inteligência artificial exibe um destaque mais do que justificável, como você pode notar.

Você acaba de conhecer um pouco mais sobre a influência da inteligência artificial no futuro da sua empresa. Aproveite o momento para compartilhar essas valiosas informações com seus amigos nas redes sociais!


Você também pode gostar

Receba conteúdos sobre
gestão fiscal por e-mail!

Tenha total controle sobre as NFe e CTe emitidas contra sua empresa

Imagem ilustrativa do sistema da ConexãoNF-e