A inadimplência de clientes é uma das maiores preocupações das empresas. Afinal, essa situação pode causar desentendimentos e sérios prejuízos financeiros.

A boa notícia é que é possível notar a existência de um determinado padrão de comportamento dos consumidores devedores. Diante desse cenário, torna-se fundamental traçar um plano estratégico para prevenir e solucionar as inadimplências.

Neste artigo vamos abordar as práticas de acompanhamento e redução de inadimplência de clientes. Continue a leitura!

Analise o crédito

Antes de conceder limite de crédito ao cliente (tanto pessoa física quanto jurídica), o recomendado é verificar a existência de pendências financeiras em nome do cliente junto a órgãos de proteção ao crédito, como SPC e SERASA.

Trata-se de um cuidado importante que ajuda a prevenir a inadimplência futura desses indivíduos e diminuir o eventual risco de calote. Afinal, se aquela pessoa já se encontra devedora em outra instituição, ela pode acabar contraindo mais dívidas na sua empresa e não conseguir pagar o valor devido.

Nesses casos, você pode estipular limites de crédito ou até mesmo recusar totalmente a concessão desse benefício. Desse modo, você estará protegendo as finanças da própria empresa e se resguardando de futuras dores de cabeça.

Existem softwares financeiros que apresentam essa funcionalidade. Além disso, eles também podem enviar mensagens aos clientes para lembrá-los da dívida e oferecer canais de comunicação para que os devedores possam negociar o valor pendente.

Acompanhe diariamente as finanças

O monitoramento diário do fluxo financeiro é importante para manter em ordem a entrada e saída de recursos. Assim, se torna mais fácil identificar eventuais divergências entre os valores a pagar ou a receber. Da mesma forma, essa medida ajuda a acompanhar o comportamento do cliente — se ele está pagando devidamente os valores que foram parcelados, por exemplo.

Logo, é possível apontar, de maneira mais fácil, a existência de algum valor que deveria ter sido recebido em uma determinada data, mas que não foi pago. Nesse sentido, quanto mais cedo a inadimplência for identificada, maiores serão as chances de resolver o problema rapidamente e evitar que ele se estenda. Afinal, o cliente pode ter simplesmente se esquecido de efetuar o pagamento e o fará no dia seguinte após o contato da sua empresa.

O uso da tecnologia é muito útil para monitorar limite de crédito e inadimplência de clientes. Alguns sistemas podem ajudar a acompanhar as situações mais de perto, permitindo que os gestores tomem providências cabíveis o quanto antes, a fim de compelir o devedor a honrar o compromisso firmado.

Observe o motivo de inadimplência do cliente

Acompanhe o comportamento do seu consumidor e entenda os motivos que o levaram ao endividamento. Assim, a sua empresa pode conhecer melhor o perfil desse devedor e se preparar com mais clareza para eventuais cenários de inadimplência.

Caso seja um cliente mais antigo, você terá mais informações a respeito desse indivíduo — se ele atrasa o pagamento, se ele paga o valor integral ou se já parcelou algum valor devido, por exemplo.

Se você estiver percebendo que o cliente atrasa o pagamento por vários dias, pode ser que ele esteja passando por problemas financeiros. Nesse caso, você poderá oferecer alternativas, como reduzir o valor das parcelas e até mesmo conceder descontos.

Incentive o pagamento por meio do cartão de crédito

Estimule os clientes a efetuarem o pagamento por meio do cartão de crédito. Nesses casos, a inadimplência é pequena, uma vez que o valor que você deverá receber pelos produtos vendidos ou serviços oferecidos ficará a cargo da própria instituição financeira.

Nesse sentido, se o cliente não honrar o pagamento da dívida, ele será considerado como inadimplente perante a instituição bancária. Trata-se de uma maneira de se esquivar de problemas financeiros.

Assim, você não corre o risco de ter clientes devedores e tem a garantia de que vai receber o valor esperado. Para isso, é necessário repassar uma pequena porcentagem do valor à operadora do cartão de crédito. De qualquer forma, essa é a melhor alternativa se comparada ao risco de perder todo o valor do crédito.

Determine uma política de crédito

Uma boa ideia é estabelecer uma política de concessão e aumento de crédito baseada no desempenho do cliente e no relacionamento entre as partes. É uma maneira de incentivar o pagamento e estreitar o vínculo com os clientes.

Confira algumas medidas que podem ser colocadas em prática:

  • crie programas de fidelidade para os clientes que se mantêm adimplentes;
  • conceda descontos aos clientes que realizarem o pagamento de forma antecipada;
  • pondere a possibilidade de aumento de crédito para clientes com bom comportamento financeiro.

Esteja preparado para cenários de inadimplência

Cenários de inadimplência podem ocorrer a qualquer momento, por isso, é necessário estar preparado. Manter uma reserva de emergência é essencial para dar continuidade nas atividades da empresa, pelo menos por um período, mesmo que o caixa seja afetado pela falta de pagamento de clientes. Assim, a saúde financeira da empresa não será tão prejudicada pela inadimplência.

Uma dica para acompanhar o comportamento de inadimplência de seus clientes é usar a Aging List, uma ferramenta em forma de tabela que permite ter uma visão mais acurada das contas a pagar e a receber. Se quiser saber mais sobre a Aging List é só clicar aqui, e voltar depois!

A inadimplência de clientes é uma situação preocupante, mas que pode ser revertida. O jeito mais adequado de cobrar a dívida é por meio de um diálogo franco e ao mesmo tempo firme e enfático. Dessa maneira, há chances de reaver o crédito em aberto e manter o cliente fidelizado. Até porque, muitas vezes, a dívida foge da vontade do consumidor.

Quer saber mais sobre como manter a boa saúde financeira de sua empresa? Entenda as melhores práticas a serem adotadas com as contas a pagar e a receber!


Você também pode gostar

Receba conteúdos sobre
gestão fiscal por e-mail!

Tenha total controle sobre as NFe, NFSe e CTe emitidas contra sua empresa

Imagem ilustrativa do sistema da ConexãoNF-e