Uma das tarefas mais importantes de toda empresa é prestar contas com o Fisco, mantendo suas obrigações em dia, para evitar multas ou complicações fiscais que prejudicam o funcionamento da empresa.

São várias declarações e documentos a serem apresentados ao longo do ano, e fica difícil recordar na mente todas as datas e prazos. Tendo em vista a importância de manter as contas em dia, neste post é possível ver as obrigações fiscais de 2021, acompanhe!

Por que possuir um Calendário Fiscal?

É importante ter em mente que as obrigações podem ter mudanças de cronograma por imprevistos urgentes, como aprovação de novas sanções, por exemplo. Portanto, é necessário se atualizar todo o mês sobre o que está acontecendo, através de um calendário fiscal, de modo a não ter surpresas indesejáveis.

Para não perder nenhuma data fiscal ou ficar a mercê de pesquisas, nós da ConexãoNF-e estamos disponibilizando o Calendário das principais obrigações de 2021 por email. Basta se cadastrar aqui e você receberá a agenda fiscal atualizada todo mês.

Obrigações mensais

Em um Calendário Fiscal, as obrigações devem ser separadas por mês, de modo que todos os documentos e tributos a serem apresentados fiquem organizados, evitando a perda do prazo de entrega das contribuições. A seguir, você pode ver as obrigações fiscais de janeiro de 2021.

calendário fiscal de janeiro 2021

Além das declarações do mês, ao assinar o calendário fiscal de 2021 da ConexãoNF-e, você recebe também uma planilha atualizada com os tributos a serem entregues!

QUERO ASSINAR O CALENDÁRIO FISCAL!

Veja algumas das principais declarações abaixo, em detalhes:

GFIP: Guia de Recolhimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço e de Informações à Previdência Social. A GFIP deve ser enviada no dia 07 de janeiro. Até dia 29 de janeiro, é preciso entregar também a Guia de Recolhimento do Fundo de Garantia e Informações à Previdência Social - competência 13.

EFD-Contribuições: A Escrituração Fiscal Digital das Contribuições incidentes sobre a Receita deve ser entregue no dia 15 de janeiro, com fato gerador de novembro de 2020.

A EFD-Reinf em janeiro deve ser entregue no dia 15, tendo como fato gerador a escrituração do mês anterior (dezembro de 2020).

DCTFWeb: a Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais Web deve ser transmitida até dia 15 de janeiro.

PGDAS-D: o Documento de Arrecadação do Simples Nacional tem por finalidade reunir e simplificar o envio de impostos referentes à empresa optante pelo Simples Nacional. O PGDAS-D deve ser enviado até o dia 20 de janeiro.

DCTF Mensal: a Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais - Mensal, com período de apuração de novembro de 2020, deve ser entregue dia 22 de janeiro.

DME: no dia 29 de janeiro deve ser enviada a Declaração de Operações Liquidadas com Moeda em Espécie, com fato gerador do mês anterior.

A DOI - Declaração sobre Operações Imobiliárias, também deve ser enviada no dia 29 de janeiro.

Além destas declarações e obrigações federais, ainda há as estaduais e municipais, então não deixe de se atualizar no portal da SEFAZ da sua região. Lembramos que você pode receber o calendário fiscal federal todo mês na sua caixa de entrada, basta se inscrever por este link.

Mais sobre a ConexãoNF-e

A contabilidade está cada dia mais automatizada, e para acompanhar a evolução no mercado contábil, a ConexãoNF-e traz soluções em recebimento automático e baixa em lote de NF-e, NFS-e e CT-e dos clientes de escritórios contábeis, para uma gestão rápida e centralizada de Documentos Fiscais de diversos CNPJs em uma só conta. Caso tenha interesse em saber mais sobre a ferramenta, acesse o site da ConexãoNF-e e solicite uma demonstração.


Você também pode gostar

Receba conteúdos sobre
gestão fiscal por e-mail!

Tenha total controle sobre as NFe, NFSe e CTe emitidas contra sua empresa

Imagem ilustrativa do sistema da ConexãoNF-e