Diante de uma das legislações tributárias mais complexas do mundo, é natural que qualquer empresário sinta arrepios só ao ouvir falar em auditoria fiscal.

Afinal de contas, nós estamos falando sobre mais de 75 tributos de abrangência nacional e de um número de obrigações acessórias superior a 170. Em meio a uma intrincada rede de informações, o empresário se assusta devido à possibilidade de cometer erros e, assim, sofrer multas pesadas.

Mas você sabia que a auditoria fiscal também proporciona benefícios à sua empresa? Continue a leitura para conhecer melhor qual é o lado bom desse tipo de averiguação e como ele pode favorecer os seus negócios!

O que é uma auditoria fiscal?

De uma maneira bem resumida, pode-se afirmar que a auditoria fiscal consiste em uma série de procedimentos efetuada por peritos fiscais. Esses profissionais estão encarregados de investigar o recolhimento correto por parte dos contribuintes.

À medida que encontram falhas, os especialistas devem apresentar soluções, a fim de facilitar a fluidez do processo tributário. Vale destacar que, mesmo que uma dada ocorrência seja imputada a falhas humanas ou computacionais, a empresa arcará com uma determinada multa.

Quem realiza essa auditoria?

Uma vez que estejam devidamente habilitados para exercer tal função, a auditoria fiscal pode ser efetuada por organizações especializadas. O contador (ou grupo de especialistas) responsável deve iniciar uma análise detalhada de todos os processos inerentes àquela empresa.

Auditoria fiscal diária X Auditoria fiscal mensal

Há uma diferença nítida entre as auditorias fiscais diária e mensal, como será demonstrado na sequência.

Auditoria fiscal diária

Esse tipo de auditoria é caracterizado pela automatização da conferência das escriturações. Assim, a ênfase recai sobre os eventos fiscais cotidianos exibidos pela empresa.

Etapas da auditoria fiscal diária:

  • automatização do fluxo fiscal do dia anterior;
  • detecção de possíveis incongruências e a busca da origem do problema;

Auditoria fiscal mensal

Nessa auditoria, a organização autentica arquivos a serem submetidos ao órgão fiscal competente.

Etapas da auditoria fiscal mensal:

  • validação dos documentos a serem enviados ao Fisco;
  • detecção e correção de possíveis erros;
  • cruzamento entre dados fiscais.

Quais são os benefícios proporcionados pela auditoria fiscal?

Em vez de um mero perseguidor da empresa, o auditor fiscal deve ser visto como um elemento indispensável para a plena gestão financeira do negócio.

Na sequência, confira algumas vantagens propiciadas pela auditoria fiscal.

Diminuição do risco de comprometimento da empresa perante o Fisco

A função do auditor fiscal é buscar inconsistências entre os procedimentos adotados pela empresa e aquilo que é exigido pela Lei tributária em questão.

Ao longo desse processo, o auditor pode, além de corrigir desvios de rotas, afastar a empresa dos mesmos erros no futuro. Logo, é possível prevenir o gasto desagradável com multas.

Auxílio na adoção de uma estratégia tributária mais econômica e alinhada ao negócio

Ao concluir as verificações relacionadas ao pagamento de tributos municipais, estaduais e federais, a auditoria fiscal deve indicar propostas de melhoria acerca da estratégia tributária. A adesão a um modelo mais apropriado pode facilitar os procedimentos, além de gerar economia à empresa.

O relatório de avaliação contém um caminho viável para que o negócio atinja um crescimento harmônico. Isso significa que o planejamento contemplará a prosperidade da empresa, que deve ocorrer simultaneamente ao cumprimento das obrigações tributárias.

A elaboração de um planejamento tributário adequado evita que a organização pague mais tributos do que deveria, por exemplo. Trata-se da forma legal de se pagar menos impostos: por meio da prática da chamada elisão fiscal.

Obtenção de dados importantes para tomada de decisões estratégicas

Toda tomada de decisão realizada por uma empresa passa, necessariamente, pelos dados contábeis. Nesse ponto, quanto maior a fidedignidade dos dados apresentados, melhores serão as decisões estratégicas.

O uso de programas na realização da auditoria fiscal leva a quase zero a possibilidade de erros. Some-se a isso o fato de o sistema digital não só indicar as falhas, mas igualmente informar as prováveis soluções.

A auditoria fiscal levará a organização a providenciar uma remodelação tributária. Por consequência, a carga de impostos deve diminuir, possibilitando o uso desses recursos para a área de investimentos, por exemplo.

Aumento da competitividade da empresa no mercado

Ao seguir o mesmo raciocínio, é possível notar que essa auditoria também causa efeitos sobre a estratégia de preços direcionada ao consumidor final. A redução da carga tributária pode viabilizar a diminuição desses preços.

Desse modo, pode-se afirmar que a regularidade das auditorias fiscais promove diversas economias à empresa. Isso a torna bem mais competitiva perante os empreendimentos concorrentes. Além disso, também é possível criar um fundo financeiro de emergência — o qual pode ser utilizado em meio às frequentes crises que abalam o mercado.

Aproveitamento de créditos e deduções

Existem algumas situações nas quais a empresa deixa de aproveitar créditos e deduções. A primeira situação pode acontecer na aquisição de determinados insumos sem a consideração de que eles possuem isenção do PIS e COFINS, por exemplo.

No caso das deduções, é comum que a provisão de férias apareça como uma despesa operacional.

Atualização dos arquivos SPED

O surgimento do denominado SPED (Sistema Público de Escrituração Digital) trouxe algumas novidades na rotina administrativa e tributária. O programa permite o cruzamento de diversas informações (também usadas para a tomada de decisões, evidentemente).

Uma das funções de uma auditoria fiscal regular consiste justamente em manter essas informações atualizadas.

Como foi possível deduzir, os processos realizados por uma auditoria fiscal mais ajudam do que atrapalham o empreendedor. Esses trâmites são vitais para constatar se aquele negócio é, de fato, viável. Afinal, antes de gerar lucro, toda empresa deve ser plenamente capaz de arcar com suas responsabilidades tributárias.

O segredo é atingir o equilíbrio entre o que deve ou não ser quitado. E a auditoria fiscal está aí para isso: ajudar a organizar os recolhimentos tributários e, consequentemente, aprimorar toda a organização fiscal e administrativa da sua empresa. Esses aspectos são vitais e precedem o sucesso do negócio.

E você, já sabia como a auditoria fiscal pode se tornar uma aliada do seu negócio? Deixe um comentário e compartilhe sua experiência com a gente! Descubra também o que é auditoria externa e suas vantagens (clique).


Você também pode gostar

Receba conteúdos sobre
gestão fiscal por e-mail!

Tenha total controle sobre as NFe e CTe emitidas contra sua empresa

Imagem ilustrativa do sistema da ConexãoNF-e