Garantir a segurança na movimentação de mercadorias é uma busca frequente em todas as empresas que realizam atividades de comercialização de produtos, afinal, não existe problema maior que a perda de itens durante o transporte do seu estabelecimento até o cliente.

Muitas empresas, cansadas com o prejuízo que esse tipo de problema causa passaram a adotar algumas medidas que podem aumentar a segurança durante o percurso, são ações que se iniciam dentro do seu negócio.

Neste artigo vamos apresentar 7 dicas simples e práticas que você pode aplicar ainda hoje para garantir a segurança das suas mercadorias ao saírem do seu estabelecimento. Acompanhe!

1. Embalar adequadamente

Tudo deve iniciar na embalagem, afinal, a maioria das mercadorias será transportada por rodovias e, infelizmente, nosso país não é um exemplo de estradas conservadas e adequadas. Portanto, não tenha receio em gastar com a proteção da embalagem dos seus produtos.

Afinal, é consideravelmente melhor ter um custo maior com a proteção do item vendido que correr o risco de perder toda uma produção e, ainda, ficar mal com o seu cliente. O gasto com embalagem pode ser considerado um investimento em segurança que um custo, propriamente dito.

2. Padronizar processos

A padronização de processos é uma ação que garante a qualidade na maioria dos procedimentos realizados em uma empresa. Quando os processos são padronizados, as chances de ocorrer um erro são menores, uma vez que, os colaboradores envolvidos sempre saberão como agir.

Portanto, nos procedimentos de movimentação de mercadoria não poderia ser diferente. Você precisa criar uma espécie de passo a passo que deve ser realizado por todos os colaboradores, desde o momento da conferência da mercadoria a ser enviada, embalagem e empilhamento no transporte.

Dessa forma, todas as ações tomadas terão um padrão e você poderá ainda colocar um funcionário para conferir se todos os processos foram realizados da forma correta, evitando que a mercadoria, ou parte dela, se perca ou deteriore.

Além disso, a padronização de processos também auxilia a gestão da de pessoas. Quando um funcionário novo entra na equipe, ele poderá ter acesso e estudar esse passo a passo para já ficar por dentro de como o processo funciona. Dessa forma, você economiza tempo com treinamentos e evita que o novo colaborador cometa erros pela falta de conhecimento.

3. Utilizar equipamentos específicos e adequados

Cada tipo de produto tem suas particularidades e precisam ser movimentados da forma adequada. Portanto, você precisa investir em equipamentos específicos e adequados para realizar a movimentação dos produtos dentro do seu estabelecimento até o meio de transporte.

Pior que perder uma mercadoria na estrada é deixar que ela se perca dentro do seu próprio estabelecimento e o que é pior, por falta de um equipamento adequado para fazer a movimentação e o carregamento.

4. Investir em treinamentos

Além dos equipamentos e procedimentos, também será necessário investir em treinamentos e reciclagem para a equipe que trabalha diretamente com a movimentação de mercadorias. Sempre que um equipamento ou software chega ao estabelecimento, será necessário gastar tempo e dinheiro para que todos os colaboradores aprendam a manuseá-lo adequadamente.

Além de garantir a segurança na movimentação de mercadoria, você evita que alguma ferramenta ou equipamento sofra problemas decorrentes do mau uso por parte dos seus colaboradores.

5. Trabalhar a conscientização da equipe

Além dos treinamentos, também é necessário trabalhar a mentalidade da equipe que lida com esse tipo de procedimento, afinal, eles precisam ter em mente que uma simples falha pode acarretar na perda ou deterioração da mercadoria enviada ao cliente, gerando prejuízos para a empresa e, indiretamente, afetando os colabores envolvidos.

Portanto, conscientize e valorize o trabalho desses profissionais. Mostre o quanto eles são importantes para a empresa e como eles podem contribuir para melhorar o trabalho de todos os demais colaboradores.

6. Utilizar softwares e ferramentas

A tecnologia invadiu as empresas e veio para ficar. A cada dia surgem novas e inovadoras soluções tecnológicas que promovem mais agilidade, comodidade e segurança em diversos processos de um negócio.

Com a movimentação de mercadorias não poderia ser diferente. Você pode contratar um sistema que faça todo o gerenciamento desses processos, bem como o passo a passo que mencionamos em outro tópico deste artigo. Dessa forma, você centraliza todas as informações em um único local, tornando-as mais fáceis de serem acessadas por qualquer colaborador que esteja envolvido com o processo.

Um software ou ferramenta informatizada também poderá fornecer relatórios detalhados sobre os pontos falhos desse processo, possibilitando que você os identifique e tome ações para melhora-lo. Além disso, ele pode servir como uma forma de realizar o controle e acompanhamento do estoque da sua empresa.

7. Contratar o transporte adequado

Por fim, você também deve ter um cuidado extremo com o veículo que transportará suas mercadorias. Afinal, não adianta ter um procedimento de movimentação perfeito, com passos bem definidos, se, no final das contas, o transporte for realizado por um profissional descuidado e sem o menor comprometimento com a sua empresa.

Se o profissional responsável pelo transporte das cargas for funcionário da empresa tudo fica mais fácil, afinal, ele pode entrar no ciclo de procedimentos, treinamentos e conscientização que mencionamos nos passos anteriores.

No entanto, se esse serviço for terceirizado, você precisará ter um cuidado redobrado. Contrate apenas profissionais comprometidos e interessados em prestar um serviço de qualidade e, principalmente, com segurança.

Verifique se o veículo utilizado para transporte está em perfeito estado e devidamente regular perante o DETRAN. Quando o profissional trata a sua ferramenta de trabalho com descaso, certamente ele aplicará o mesmo tratamento às suas mercadorias, Afinal, se o profissional não cuida do seu próprio "ganha pão", imagina como ele agirá com seus produtos. Portanto, fique bastante atento com relação a isso.

Seguindo essas dicas você conseguirá garantir a segurança na movimentação de mercadorias realizada pela sua empresa e poderá ter mais tranquilidade para se preocupar com outras questões importantes do seu negócio como a gestão financeira, fiscal e a produção.

Gostou deste artigo? Então, compartilhe em suas redes sociais. Assim, mais pessoas poderão conhecer essas dicas e aplicar em seus negócios.


Você também pode gostar

Receba conteúdos sobre
gestão fiscal por e-mail!

Tenha total controle sobre as NFe e CTe emitidas contra sua empresa

Imagem ilustrativa do sistema da ConexãoNF-e