CTe capturado diretamente da SEFAZ em lote?

Atualização: Janeiro/2017

A partir de Janeiro de 2017 a SEFAZ liberou a captura automática dos xmls de CT-e e nós já disponibilizamos essa funcionalidade no nosso portal.

Experimente: www.conexaonfe.com.br

Muitas pessoas buscam um aplicativo como o da ConexãoNF-e para automatizar todo o processo de recebimento de documentos fiscais eletrônicos (XML de NFe e CTe) e esse fato é completamente normal, afinal de contas é isso que oferecemos, mas há um porém que sempre gera dúvidas: O CTe não é capturado em lote diretamente da SEFAZ.

O que permite que a NFe seja capturada diretamente da SEFAZ é um serviço de consulta (DFe), que funciona como uma ponte entre o CNPJ da empresa e a própria SEFAZ, fazendo com que passe por essa ponte todas as notas fiscais eletrônicas que possuam o CNPJ da empresa como destinatário.

Essa ponte não existe para o CTe, não há serviço na SEFAZ permitindo que sejam consultados e capturados para download os arquivos de CTe que tenham o CNPJ da empresa envolvido no processo. Por isso, quando falamos de CTe, não há outra forma de capturá-lo senão através do e-mail recebido.

Falando agora de ConexãoNF-e, quando recebemos o arquivo XML do CTe através do e-mail, realizamos o processo de validação da mesma forma que acontece com a NFe, ou seja, antes de guardá-lo e disponibilizar para impressão e download, nos certificamos que o arquivo está devidamente autorizado, caso não esteja, ele é descartado.

CTe em Lote: Qual posicionamento da SEFAZ

Recentemente (março/2016) fizemos uma consulta diretamente com a SEFAZ de alguns estados e o retorno é basicamente o mesmo em todas elas: não há definição de prazo para que o CTe use estrutura similar à NFe para download em lote.

Essa situação é ruim para àqueles que buscam por produtividade e segurança, pois acabam dependendo de um processo que é passível de problemas e não há previsão para evolução.

Como ajudamos nossos clientes nesses casos

Recentemente a ConexãoNF-e alterou a forma como monitora e-mails, permitindo que sejam monitoradas caixas de entrada sem que essas sejam afetadas (por exemplo: e-mail monitorado marcado como “lido”), ou seja, nossos clientes podem cadastrar para monitoramento a caixa de e-mail de todas as pessoas da empresa, assim, mesmo que a transportadora não envie o CTe para endereço correto e acabe enviando para uma pessoa fora do processo, ainda assim, esse arquivo será capturado, validado e disponibilizado para consulta, impressão (DACTe) e guarda.

Faça o cadastro da sua empresa e ganhe 15 dias para usar o aplicativo. Só efetive a contratação se gostar.