A tecnologia como aliada no trabalho do contador

Há algum tempo, a tecnologia vem mudando o perfil de algumas profissões, desde as ligadas à inovação até aquelas que são consideradas mais tradicionais, como advogados, engenheiros e contadores. Desde que os computadores começaram a ficar mais comuns nas empresas, há cerca de 20 anos, esses profissionais também começaram a se modernizar.

Essa evolução não foi só no sentido de entender e usar as novas ferramentas, que hoje ultrapassam e muito os computadores, mas sim de desenvolver novas habilidades e agregar valor ao trabalho prestado por conseguir usar a tecnologia a seu favor. Este é um caso típico dos contadores.

Eles deixaram de ser “os caras dos impostos”, que ficavam mergulhados em papéis e gastavam um tempo enorme registrando e organizando tudo, para agregarem a função de consultores dos empresários em seu currículo. Com a tecnologia, eles conseguiram tempo para olhar os negócios de seus clientes mais detalhadamente, observando os processos com calma e podendo, desta forma, opinar com mais assertividade e até se tornarem bons conselheiros.

No entanto, os contadores não perderam o foco da sua atividade fim: a contabilidade. Eles estão, cada vez mais, apropriando-se das soluções tecnológicas disponíveis no mercado para tornar o trabalho do dia a dia mais rápido e fácil. Assim, conseguem fazer o próprio trabalho de forma consistente, atendendo à demanda dos clientes ao mesmo tempo em que fazem tudo dentro da legislação vigente.

Empresa ou contador: responsabilidade de quem?

A tecnologia facilitou, inclusive, o relacionamento entre o contador e seus clientes no que diz respeito à responsabilidade de cada um. Com a automatização de vários processos, como a custódia dos documentos fiscais, praticamente acaba aquele jogo de empurra-empurra para saber quem guarda os arquivos XML referentes às notas fiscais, por exemplo. Agora, tudo fica agrupado em um só lugar — um sistema online no qual as duas partes, contador e empresa, têm acesso — e pode ser buscado de forma fácil e rápida.

Um outro caso é a cobrança de informações para o fechamento dos relatórios contábeis mensais. Com um sistema que guarda todas essas informações de forma organizada e que podem ser acessadas a qualquer hora em qualquer lugar, o contador faz as consultas necessárias sem precisar passar por uma maratona de e-mails e telefonemas. Isso torna todo o processo mais leve e dinâmico.

Melhor relacionamento e segurança nos processos

Esse acesso a soluções que facilitam a rotina e contribuem para um bom relacionamento entre os profissionais e seus clientes também vem ao encontro do Código Civil que entrou em vigor em janeiro de 2003. O documento diz que os dois lados são corresponsáveis por quaisquer erros ou informação enviados incorretamente para os órgãos de fiscalização.

Por isso é importante para o empresário ter ao seu lado um contador competente e de extrema confiança, afinal, ele estará lidando com informações que devem ser precisas. E por que não contar com um sistema para fazer a gestão da informação contábil de forma clara e correta, inclusive alinhada com a legislação? Com um profissional e um sistema eficientes, a produtividade e a segurança ficam garantidas.